É HORA DE DIZER 'NÃO' – Mestre Saint Germain (17 de Fevereiro 2018)

É HORA DE DIZER 'NÃO' – Mestre Saint Germain (17 de Fevereiro 2018)

Saudações, eu sou St. Germain. E sim, há muitos de nós aqui, não só em atendimento completo, mas, em plena atenção. Não só para vocês doces anjos, mas em atenção a eles, sim, certamente, na Flórida, que perderam seus amados, seus filhos, seus cônjuges, seus parceiros, seus amigos, suas famílias. E os que perderam a sensação de equilíbrio, de segurança e de justiça no mundo. E, amados, conheço esse sentimento de profunda desconfiança e desespero, quando você puxa seus cabelos e gritam para o céu e exigindo saber como tal atrocidade poderia acontecer. Como essa atrocidade poderia ser permitida.
E o que eu digo para você não é permissão, porque essa agressão, tal lesão, nunca é permitida. Mas eu gostaria de colocar alguma perspectiva. Tem havido tragédia após a tragédia, e é exatamente esse tipo de coisa que repetidamente me fez dizer que não voltaria à terra até que a clareira e a ancoragem da Nova Terra estivessem no lugar. É insuportável, e não pode ser minimizado. Para minimizá-lo, ignorá-lo, seria além da compreensão.
Mas nessas atrocidades há tal negação e, de muitas maneiras, existe esse desejo de ressuscitar as redes antigas da 3ª, ressuscitar culpa e vergonha. E isso também não é aceitável porque você recebeu uma nova grade de como a humanidade opera. E, sim, há energias que adorariam simplesmente estender os antigos sistemas de crenças, as redes antigas, para ressuscitá-las. Mas isso não vai acontecer.
Agora, isso não é permitido no tempo dos novos começos de nossa Mãe. E para isso, eu digo, aleluia. Mas eu não desejo sugerir que simplesmente digamos: "Bem, há uma nova grade e, portanto, ninguém está sofrendo, ninguém está em desolação, tristeza e tal, a profundidade da perda que é incompreensível".
Este é o momento em que cada um de vocês, e nós como curandeiros e professores, amigos e aliados, os seres que talvez tenham uma visão maior e mais ampla, venham à frente. Mas deixe-me sugerir também que esses tipos de atrocidades, esses ataques graves de humanos continuaram porque os humanos não disseram: "Não - não mais. Isso é completamente inaceitável". E, não importa se são crianças sendo abatidas em Parkland ou na Síria. O nível de atrocidade foi literalmente colocado na sua porta para o coletivo uma vez, finalmente e profundamente dizer: "Não!"
Porque se é tácito ou não, quando se diz: "Bem, essa necessidade de eu carregar armas substitui a necessidade de as crianças serem capazes de prosseguir em segurança", é um sim que não é de amor. É um sim que acredita no antigo paradigma. Eles não existem. E eles não podem existir na realidade de Nova Terra. É uma limpeza, né? É um tempo de eliminação, né? E, eu sugiro fortemente ... Sanat Kumara me pediu em seu nome para sugerir a cada um de vocês que este é um momento apropriado para implementar e usar a Lei de Eliminação. E eu ficarei ao seu lado, com ele, para trazer esse nível de admissão tácita, de permissão para essa selvageria, até o fim. Precisa ser abolido, eliminado. Não há espaço. E você diz: "Bem, não é realmente permissão". Sim, é. Sim. E não é de Amor.
Ninguém pensava ou acreditava conscientemente nas consequências de suas decisões tácitas no "Sim". E agora você está testemunhando isso. E, como detentor do IAM, como detentor do seu Eu universal mais elevado, você vê o quanto isso é horrível? Claro que você faz.
Permita que esta situação e todas de violência no planeta, sobre a sua amada Gaia, estimulem você a ação - não retribuição, mas na cura e eliminação do que não tem lugar. Assassinato, caos, isso não faz parte dos desejos do seu coração. Mas você não pode ignorá-lo; A lesão é profunda e é profunda. E eu gostaria de pedir a todos vocês nas suas meditações do Conselho de Amor de domingo à noite, que normalmente são direcionadas para a Paz, que você se conjuga nessa - certamente ancorando a paz particularmente nessas famílias e comunidade - mas ancorando a cura, o conforto, tirando a tristeza e desespero. É o que estamos fazendo e nós o convidamos, nós pedimos que você se junte a nós.
Vá com minha cura e vá com meu Amor, meus aliados firmes, minha armada. Eu te amo.

Canalizado por Linda Dillon


Direitos Autorais:
Linda Dillon – ounciloflove.com/

Tradução – Feliphe Gama (www.portalreinodaluz.com)

Nenhum comentário